XXVI Congresso – Gondomar

O CDS/PP está em tempo de mudança.

Depois de uma liderança longa, consensual e personalizada, onde almejou catapultar o partido para a senda do “Arco da Governação”, o Dr. Paulo Portas entendeu ter chegado o tempo da renovação, afastando-se da liderança e entregando aos militantes a suprema responsabilidade de escolherem o seu sucessor.

Neste momento perfila-se como protagonista na candidatura ao lugar, a Sra. Dra. Assunção Cristas que, sendo uma militante relativamente recente tem já um historial de serviços prestados ao partido que não só legitimam, inquestionavelmente, esta sua pretensão como, e mais que isso, a impõem como interveniente principal neste histórico momento que o partido atravessa

É claro que a dinâmica democrática potencia, o que por ventura acontecerá, o aparecimento de outras candidaturas, as quais alias, sendo sempre bem vindas para quem, como nós, defende a discussão clarificadora dos caminhos que o partido deve pisar no futuro, serão precioso contributo para a imagem externa que todos pugnamos de um partido acordado, dinâmico e preparado para voltar a servir o País, recolocando-o no rumo da modernidade e da melhoria da qualidade de vida dos seus cidadãos.

Ora, para albergar tão complicada empresa de discussão interna do futuro do partido, onde se espera a participação de 1100 intervenientes, foi escolhido o concelho de Gondomar – Pavilhão Multiusos -, o que implicando uma responsabilidade imensa representa também uma enorme honra para os órgãos concelhios do partido que, tendo proposto a supracitada infra-estrutura concelhia, viram reconhecida a pertinência da sua iniciativa como também a sua competência no coadjuvar da organização de tão importante evento partidário.

Será uma tarefa trabalhosa, exigindo a disponibilidade de muitos, pois não podemos descorar a certeza de que Gondomar sabe receber, havendo que saber impregnar, em todos os presentes, tal certeza. Porque este não será apenas mais um congresso, daqueles para cumprir calendário. Ficará claramente na história como aquele em que o partido se mostrou adulto, assumido, descomplexado, e nós, líderes concelhios, queremos que seja também o congresso da organização e da simpatia.

Resta-nos esperar, e confiar na boa decisão de o terem trazido para Gondomar.

, ,