Parque Jurássico

Joana Resende / PS

No próximo dia 1 de outubro vota-se sobre o futuro de Gondomar. A ida às urnas de cada um de nós e a “cruz” que vamos marcar em cada boletim de voto, têm o dom de determinar o futuro de Gondomar.

Paralelamente àquele que será o mais importante ato dos gondomarenses este ano, corre uma “eleição” cómica, jocosa e humorística, para a qual infelizmente o nosso concelho também tem candidato.

A “Transparência e Integridade, Associação Cívica”, que representa em Portugal a rede global de ONG anticorrupção “Transparency International”, e o blogue “Má Despesa Pública” estão a levar a cabo uma votação para o “Dinossauro de Ouro”, que pretende eleger o “dinossauro” favorito num universo de 37 veteranos que, tendo cumprido já três mandatos à frente de um município, se apresentam de novo a estas eleições de 1 de outubro. Cada município que eleja um candidato dinossauro, será honorificamente nomeado “Parque Jurássico”.

E após quatro anos a trabalhar e a lutar para retirar Gondomar das más razões da comunicação social, aqui nos encontramos novamente, e com o mesmo protagonista.

Cabe-nos a nós gondomarenses, não deixar o nosso município cair de novo neste desengano. É o nosso dever contrariar a falta de qualidade da democracia local, e desmarcarmo-nos dos vícios do abuso de poder, do caciquismo, da má despesa pública e do desperdício de recursos.

Estes últimos quatro anos não foram fáceis. O executivo atual trouxe uma herança jurássica, com endividamento excessivo, falta de rumo e estratégia, em suma, um guião com um desfecho catastrófico para o nosso município.

Mas graças ao dinamismo desta equipa, à sua capacidade de resiliência e ao mesmo tempo de luta, da sua perseverança e trabalho, Gondomar ultrapassou esse capítulo negro da sua história e reinventou-se. Tornou-se um concelho moderno, com bases sólidas de crescimento, com ofertas culturais que nos catapultaram na comunicação social (pelas boas razões), com solidariedade cooperativa sustentada e consciente, e que nos deu novamente motivos para sorrir orgulhosamente.

No próximo dia 1 de outubro é o nosso dever unirmo-nos todos. Darmos as mãos numa corrente sólida, num círculo perfeito, em que só entra quem quer o bem desta terra. Não devemos deixar entrar quem apenas tem agendas próprias, que servem os seus próprios interesses, e que não vislumbram sequer o significado da palavra transparência.

No próximo dia 1 de outubro devemos mostrar que não queremos ser um Parque Jurássico. Queremos sim manter Gondomar D’Ouro. Construído por gente séria. Gondomar com Mais Futuro. Gondomar com Marco Martins.

, , ,